segunda-feira, 5 de março de 2012

A evolução das locomotivas

Olá pessoal! Como vão? Todos sabem que os trens são puxados por locomotivas, não é? Hoje vamos ver como eram as locomotivas antigamente até virarem essas grandes e barulhentas dieseis!

A evolução das locomotivas

Locomotivas a vapor


As primeiras locomotivas do mundo tinham como combustível carvão ou lenha. A primeira locomotiva do mundo foi construída por Richard Trevithick.


Primeira locomotiva do mundo, construída por Richard Trevithick. Foto do blog Apeadeiro das Virtudes

Foto do site Fundação Romi

Foto do site do STEFZS

Foto do blog Viagem nos Trilhos

Foto do blog Viagem nos Trilhos

Foto do site Guia do Viajante

Foto do site Guia do Viajante

Foto do site Fériasbrasil

Locomotivas elétricas

Após as locomotivas a vapor surgiram as locomotivas de tração elétrica. Elas eram abastecidas pela eletrificação que havia sobre a linha. Uma famosa fabricante dessas locomotivas ela a Metropolitan Vickers.

Locomotiva Metropolitan Vickers. Foto NEOM/ABPF

Locomotiva Metropolitan Vickers. Foto do site da FMTSP

Locomotivas Metropolitan Vickers em Belo Horizonte. Foto NEOM/ABPF

Outros exemplos de locomotivas elétricas são as locomotivas V8, as locomotivas mais rápidas do Brasil, e as locomotivas Siemens!

Locomotiva V8. Foto do site Amantes da Ferrovia

Locomotiva Siemens. Foto NEOM/ABPF

Locomotivas diesel-elétricas


Após as locomotivas elétricas vieram as barulhentas e poluidoras diesel-elétricas. Elas tem como combustível o óleo diesel, derivado do petróleo. Uma famosa fabricante é a GE.

Foto do site Battlefield

Foto do blog Imagens do Lucas

Foto Gustavo Torres

Foto Fernando Picarelli

Foto Fernando Picarelli

Foto do site Skyscrapercity

Bom pessoal, por hoje é só. Gostaram da postagem? Comentem ali embaixo! Tchau! Até breve!

Um comentário:

Olá! Seja bem-vindo ao Blog Sobre os Trilhos! Deixe um comentário aqui! Todos os comentários serão lidos e respondidos! Tá esperando o que? Embarque nessa viagem pelas ferrovias do Brasil e do mundo!

(Bruno Melo Almeida, diretor do Blog Sobre os Trilhos)